domingo, março 23, 2008

No tempo das azeitonas...

Grande polémica anda aí por causa de um vídeo que mostra indisciplina numa sala de aula. "No meu tempo não era nada disto", vão dizendo as pessoas. E é verdade, as coisas são realmente muito diferentes do que eram no meu tempo: na altura não havia telemóveis, e muito menos com possibilidade de filmar...

3 comentários:

pvl disse...

E também não havia youtube ... :-)

Mas mais a sério, no meu tempo apenas vi algumas bocas e bolas papel a acertar nos professores. Tanto contacto físico é novidade para mim. Para ti não?

Rui Dantas disse...

O liceu onde andava acho que nem seria dos piores de Braga (bem, nem dos melhores, tb) mas...

lembro-me de uma professora a chorar a um canto em pleno aula a dizer que se soubesse que ia ser assim tinha ido para outra coisa (já nem me lembro o que lhe tínhamos feito);

lembro-me de um colega meu se levantar, olhar de cima para a professora, e dizer "mas quem é que vai para a rua?", e ter como resposta "ok, ok, vai-te lá sentar";

lembro-me de uma em que várias pessoas levavam um espelho para a sala, porque a professora (novita) costuma ir de saia;

lembro-me de uma disciplina em que a regra era, depois da chamada, ir saindo um de cada vez, sem fazer barulho, de cada vez que o professor se virava para o quadro; aparentemente o senhor não se apercebia que a meio da aula já lá estavam 3 ou 4;

e também me lembro do contrário, de um professor (mais encorpado) que dizia "tu hoje vais ficar aqui no intervalo comigo, e depois quando te perguntarem dizes que caíste das escadas abaixo".

Enfim, havia de tudo, acredito que agora deve ser pior. E não tenho dúvidas que em muitas escolas haverá casos bastante piores do que este que foi filmado. Sinceramente... é reprovável, e tal, mas não me choca, porque nunca imaginei que estas coisas não acontecessem...

Euquandoforgrande disse...

A mim o que me choca é que enquanto não chega á televisão não é notícia, não é verdade, mas depois de chegar "Ahhhhh!! Onde é que isto já se viu?"
Pode ser que abram os olhos e deêm mais crédito às queixas das pessoas sobre os adolescentes, coitadinhos, que com 15 anos até têm telemóveis com câmara de filmar....