domingo, março 19, 2006

Nóbeis

Lê-se Saramago e tem-se que admitir que, no geral, em cada livro, há uma ideia muito boa, que depois é desenvolvida ao longo do livro. Mas depois lê-se Cem Anos de Solidão, e parece ter ali mais material que em todos os livros de Saramago juntos...

3 comentários:

ladybird disse...

O "problema" dos livros de Saramago, para mim, é serem maçudos e com uma escrita muito compacta.

Rui Dantas disse...

Por curiosidade (e sem ofensa, longe disso).. Esse problema resulta de realmente tentar ler os livros dele, ou de preconceito contra o senhor?

ladybird disse...

Nem uma coisa nem outra. São apenas livros, que na minha opinião, e pelas razões que já referi, se tornam de leitura menos fácil, o que não significa pouco interessantes em conteúdo...apenas isso, a constatação de um facto.